sábado, 29 de março de 2014

BC #A Semana do Agradecimento

É um longo post, mas não me abandone...rsrs! 
Essa postagem faz parte da BC da amiga Fernanda Reali!
Nossa vida é feita de momentos, fases. Algumas muito boas, outras muito, mito difíceis.
Mas, eu acredito, pelo menos neste momento, porque a gente vive mesmo é mudando de opinião, que mesmo vivendo uma fase ruim, podem existir momentos bons.

Esta semana, eu tive pequenos momentos. Aqueles pequenos momentos que na verdade são grandes, falam muito grande ao coração!

O primeiro deles foi com minha mãe! Como ainda não tenho filhos, para mim, não há no mundo ser mais importante comparado à ela.
Entre nós existe uma ligação extremamente forte, e que desde o meu casamento vem tentando se ajustar.
Precisamos de nossos momentos sozinhas, ela agora está separada e sente essa solidão e eu preciso ter meus momentos a sós com meu marido.
Mas, de nossa maneira, vamos nos ajeitando...como não sou tão boa com palavras, digo, conversas propriamente ditas, escrevi uma carta, relatando que apesar de casada, o quanto ela ainda é importante, o quanto ainda é amada, necessária, querida. Não sou mãe como já disse, mas entendo um pouco de síndrome do ninho vazio!
Foi um momento importante!

Eu e minha mãe, em uma de nossas viagens!!! 


Outro acontecimento que parece tão banal, corriqueiro, foi uma ida ao cinema no meio da semana para assistir uma comédia romântica: SOS Mulheres ao Mar. Me diverti horrores. Confesso que não esperava muito do filme, mas é fofo,engraçado, Gianecchini está lindíssimo, o perfeito galã, as atrizes arrasam na comédia. É um filme para se divertir. Valeu a pena e indico muito como uma comédia leve que conta a história de uma mulher em busca da felicidade apenas no amor e acaba descobrindo que não é bem por aí.
Ida ao cinema!

Fica o trailer para vc se divertir!!!


Entre outros pequenos momentos, amigos queridos enviaram mensagens tão fofas, lindas, queridas via whatsapp. Sabe aquele tipo de mensagem inesperada, do amigo inesperado, no momento inesperado, no momento da vida em que você está realmente perdida, sem rumo, sentindo-se incapaz, sem conseguir enxergar qualquer tipo de qualidade existente em si mesma??? Pois é....aí, vem esse tipo de carinho, inesperado, desinteressado, tocante!



E finalmente, porque hoje eu estou muuuuito falante, ontem à noite marido e eu, nos raros momentos sem dor, estávamos em busca de um lugar decente nesta cidade para tomar um lanche, algo gostoso de se comer e deparamos com uma padaria em uma cidade vizinha. Detalhe: com um trio de senhores muito fofos e simpáticos tocando música instrumental.
Eu não me aguentei e fui conversar com um deles, senhor Vitor, 82 anos de idade, toca violino desde os nove, integrante da Orquestra de Campinas. Um fofo, simpático, delicado, cavalheiro, doce.....ganhei a noite! Só fiquei chateada porque a bateria do celular acabou e pude registrar apenas uma imagem..
..


Eu sei, sei que hoje estou falante demais, mas não poderia esquecer dessas fofuras que nunca, em momento algum me abandonam e que sabem exatamente dos meus piores dias....com vcs, minhas riquezas!!!



Para você, uma excelente semana, de muito, muito amor, agradecimentos, energias boas apesar de todas as dificuldades da vida!!!!

Um beijo!!!! ❤ ❤ 

9 comentários:

Carol Vieira disse...

Flávia, que delícia de post.
Eu te entendo quando diz que depois de casada fica complicado algumas coisas. Sou casada há 8 anos (este ano faço 9) e ainda tem coisas que não consegui ajustar entre família e marido.
O que dificulta mais é que moro em SP e minha família no interior de SP. Gostaria de pelo menos morar na mesma cidade para ter mais contato com meus pais, avós, sobrinhas e uma tia que tanto amo.

Tem dia que choro de ver a vida passando e eu aqui sem ter o contato que quero...

Enfim, qq dia conto com maiores detalhes.

Você havia pedido meu contato e mande via blog. Você viu? Me manda seu e-mail.

Beijos :o))

Chris Ferreira disse...

OI Flávia, mesmo nas fase difíceis podemos ter momento pequenos que são grandiosos porque na simplicidade trazem alegria. Eu adoro um cineminha no meio da semana e stou doida para ver S.O.S Mulheres ao Mar. Que bom ter a visita da sua mãe e que encontrou a padaria com o trio de senhores.
Lindos os seus fofuchos.
Uma ótima semana pra você
beijos
Chris
Inventando com a Mamãe

Marion disse...

Que bom que há momentos tão marcantes e gostosos, não é? Amei o concerto dos 3 senhores!!!! Abs.

Nanda Gonçalves disse...

é são pequenos momentos que completam nossas vidas
parabéns, ter um momento com sua mãe e nessa fase é maravilhoso
to precisando amiga de um momento marido e eu um cinema seria uma boa pedida
e que fofuras de animais
Linda Noite
beijokas da Nanda

Sendo a mãe da Isa e da Gabi
Google+Nanda

Renata Diniz disse...

Oi Flávia! Eu sou apaixonada pela minha mãe, minha amiga. E por violinos também, lindo demais ouvir o som de um violino. Beijo!

Fernanda Reali disse...

Post amoroso e cheio de gratidão em cada palavra. Amei! Pinterestei http://www.pinterest.com/pin/246994360788332317/

Vou ver o filme SOS só pelo Giane, eu confesso hehe
Beijoooo

Flávia Lino disse...

Fer, o Giane está lindíssimo!!! Vale a pena.....hehe! Beijo

Claudia Yamauti disse...

Flávia, você não sabe o quanto já tentei comentar aqui..minha conexão tá péssima! rsrs
Mas, olha, adorei sua visita, fiquei feliz de você ter gostado da dica do QDT.
Muito lindo esse sentimento de gratidão, acho que é o mais nobre de todos, ainda mais quando a pessoa acha mais importante agradecer do que lamentar.
Li o seu perfil, vi que você sofre de dor crônica, desejo que você tenha mais e mais dias felizes e sem dor.
Quanto a sua carta para a mamis, vivo usando essa saída, acho difícil abordar certos assuntos e escrever é a maneira que encontro para extravasar tudo o que sinto, sempre funciona!
Vou ver o filme, tava meio ressabiada, mas agora tenho indicação! rsrs
Espero que a gente se encontre muitas vezes, muitas das minhas amizades virtuais começaram na empatia dos comentários e eu adorei o seu...Beijão, tudo de melhor pra você!

Claudices

Silma Matos disse...

Vc pode escrever quantos jornais quiser... Rsrsrsrs. É um prazer lê, vc é bem aberta, fala de coração, adoro isso, bem eu gostaria de ter algo assim coma minha mãe, mas é difícil, não há clima mesmo, mas deixa isso pra lá, acho muito bom quando a relação mãe e filha tem seus momentos de aconchego. Meu marido não é chegado em cinema, TV ou coisas do tipo. Sair de casa já é um peleja. Tbm tenho "azamigas" que colorem a minha vida, amigas virtuais principalmente, poucas reais.
Adorei a fotos dos teus companheiros, mas essa do gato tá super linda. Já deu p/ perceber que as vezes tbm falo de mais.
Bjs e boa semana